Google+ Followers

Google+ Followers

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Aproveitando Antoine, homenageando o filho que nao tive

DANIEL

Falo muito em Raposa, Rosa, Caçador...Acho o livro O Pequeno Príncipe mais que genial, pela importância e valor à amizade e ao amor, das coisas que me importam muito e o autor nos diz e nos mostra com sabedoria tudo o que devemos saber para cultivarmos e conquistarmos.
A ele, pois, dedico as minhas simples palavras.
Ao Pequeno Príncipe, que se fosse meu, teria o nome de Daniel...

Bebezinho, estás perdido?
Não fiques aflito
Eu vou te encontrar
Vou pegar-te em meus braços
Te abraçar e te beijar.

Menininho, estás sem sono?
Não fiques triste
Eu vou te embalar
Vou pegar-te em meus braços
E devagarinho te ninar.

Segura bem a minha mão
Vamos, vamos passear
Vamos ver todos os recantos
Da terra, da água e do ar
Vamos ver montanhas e mares,
lagos, pássaros e flores
Vamos encontrar a raposa
Que ao príncipe cativou
Vamos aprender com ela
A beleza da amizade e do amor

Anda, anda garotinho
Que muito temos a olhar
Temos que andar depressa
Mas cuidado com os caçadores
Que a todos querem pegar

Vamos ver o sol nascer
Com o seu manto lindo, dourado
E correr para outro lugar
Para ver em outra hora
Este mesmo sol morrer

Vamos ver as cataratas,
Os rios e os passarinhos
O trigo verde crescer
E ficar todo dourado
E contigo parecer

Anda, anda menininho
Que temos muito a andar
A noite já esta chegando
E também sono e cansaço
Já vimos muito por hoje,
Vou prender-te em meus braços
Inventar muitas cantigas
E docemente te embalar
Não precisaras da serpente
Não vou deixar-te partir
Serás meu filhinho querido
E te chamarás Daniel
Não preciso de mais nada
A rosa que tanto amas
Serei eu daqui pra frente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário